O bom de crianças maiores é que cada dia que passa há mais brincadeiras que podemos fazer juntos.

Na minha infância passava horas brincando de Lego. Depois, na adolescência, ainda por cima fui me encantar com o escritor-filósofo nórdico que afirmava que Lego é o melhor brinquedo do mundo! Totalmente de acordo!

Na fase adulta não houve Nintendo que bastasse. Por mais revolucionário que o Wii e o 3Ds tenham sido, cada um em seu tempo, na última década, foi de fato o projeto de robótica do Lego que me encantou, a pesar de ser uma “caixa preta“. O Mindstorms é feito para crianças acima de dez anos, mas como já tenho mais que trinta, qual o problema em brincar com crianças de sete?

E na verdade a montagem das peças e a programação são tão fáceis e divertidas que Linus e Rita mandam super bem, às vezes até sem minha supervisão! Aliás, o maior desafio do pacote, o humanóide Alpha Rex foi feito praticamente 80% por eles. Interferi apenas em alguns momentos delicados. Abaixo algumas notas importantes para quem que se aventurar nessa jornada. O próximo da lista de desejos é o kit de energia solar.

Montando o humanóide Alpha Rex

As primeiras etapas da montagem das pernas e sua programação para andar pra frente e pra trás são relativamente simples. A coisa começa a complicar na montagem da coluna e os primeiros problemas aparecem nos ombros. Chega a ser óbvia a questão do design. Da forma como as instruções sugerem a montagem os ombros do robô os fios ficam praticamente esmagados e sem qualquer espaço. Além disso, a estrutura do corpo fica frágil e após alguns passos a coluna do robô simplesmente despenca. Um pouco frustrante, confesso, mas como disse meio óbvio e fácil de resolver. Após algumas tentativas autônomas acabei descobrindo que a própria companhia admitiu a falha e destacou o hack da solução no site oficial.

Já na última etapa do Alpha Rex há uma questão grave de usabilidade. Ao programar o sensor de cores há uma etapa em que é preciso fazer um “puxadinho” da linha de sequência para criar um “if else”, ou seja, um caso isso ocorra, faça aquilo. Rita parou nesta etapa da programação e também gastei um tempo de pesquisa online para descobrir a solução. No blog que a apresenta o usuário inclusive coloca a crítica em letras garrafais: “To Lego-I’m not smart enough to figure it out myself“. Bom, eu também jamais iria imaginar que era preciso segurar a tecla SHIFT para puxar a linha de sequência na interface de programação do Mindstorms!

Fora estes dois problemas, a montagem do robô é bastante tranquila e pode ser feita por crianças de forma autônoma. Linus já até programou o robô para dançar, com direito a luzes piscando em três cores! Depois posto um vídeo dos experimentos. O bacana é que, a pesar de ser um sistema fechado, é muito fácil de montar e programar, ideal para crianças!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s