(re)descobrindo BH

Nestas últimas semanas peguei um freela para uma editora de São Paulo para fazer textos sobre BH. No processo descobri algumas coisas interessantes, que mesmo sendo nascida aqui desconhecia.

Uma das maiores surpresas foi saber que o Edifício JK, que começou a ser construído em 1950 e só foi concluído duas décadas depois, ainda é o prédio mais alto de Beagá. Outra novidade foi descobrir que a Gruta da Lapinha, caminho para a Serra do Cipó em Lagoa Santa, está fechada há mais de um ano para uma reforma que promete nova iluminação e mais segurança. Na pesquisa também descobri o lado místico da Serra da Piedade, onde já fui pra visitar o incrível Observatorio Astronômico da UFMG.

Fiquei sabendo também que o Parque Ecológico da Pampulha, que sempre quis visitar com as crianças, tem o Projeto Bicicleta para Todos (acima de 18 anos). Ou seja, se conseguir juntar grana para comprar duas bikes infantis no niver delxs em setembro nem preciso comprar uma pra mim pra ensinar a pedalar 😀

Aumentou minha vontade de fazer um vôo livre na Serra da Moeda, por onde já passei várias vezes e avistei o pessoal pulando do alto da montanha. Descobri que por R$180 é possível fazer um vôo livre com instrutor em um vôo duplo. Está no topo da lista das coisas to do.

Por fim, escrevi dois artigos que gostei muito de elaborar, um sobre a personalidade do belo horizontino e outro sobre os botecos de BH. Assim que puder publico por aqui.