Um pouco de cada vez


Morreu um apoiador da ditadura.

Um artista plástico de grande talento.

Uma senhora no ponto de ônibus durante um temporal no interior de São Paulo.

Morreu o pai de uma amiga. E a mãe de um outro amigo.

Muitas outras pessoas morreram nas últimas 24 horas. Tão simples e cotidianamente assim.

Eu ainda estou processando tudo isso que tem acontecido. Agradeço ao NYT pelo apoio moral no início da semana e ao twitter pela sanidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s