Desenvolvimento da plataforma das eleições do Conselho Nacional de Política Cultural


Publicado originalmente no culturadigital.br.

Como elaborar um cadastro de eleitores e candidatos dos 26 estados do Brasil e Distrito Federal relacionado a dezesseis setoriais? E simultaneamente relacionar este cadastro a 432 fóruns em que as pessoas postem comentários e votem nas candidaturas?

O caminho mais fácil seria um formulário para identificação da pessoa e no final uma relação com o estado, setorial e o perfil desejado. Mas esta solução atenderia o desenvolvimento, que seria simplificado, não as pessoas por trás da tela. Não é à toa que existe uma área de estudo sobre design centrado no usuário (ainda que tenha críticas ao termo por achar que o design deve ser centrado na humanidade, não no indivíduo).

O desafio chegou com a estrutura base já montada na coordenação de cultura digital. Em um mês era preciso traduzir a programação para os seres humanos. E optamos por fazer a engenharia reversa do processo. Ao invés de um cadastro, uma plataforma interativa, intuitiva e fácil de utilizar. O resultado foi que em menos de 40 dias mais de 72 mil pessoas se inscreveram. Não há dúvidas de que as etapas presenciais, realizadas em todos os estados da federação e Distrito Federal colaboraram bastante para o sucesso. No gráfico abaixo, da evolução das inscrições, fica visível que a ascensão dos cadastros tem início paralelo aos encontros presenciais.

evolucao das inscricoes

Por outro lado houve também uma escolha de design de realizar a verificação por meio de CPF e não utilizar a validação por e-mail, captcha ou outro mecanismo de prevenção contra robôs. Sendo assim, as pessoas que se inscreviam como eleitores nos encontros presencias não gastavam nem três minutos, já que o processo consistia em três telas.

Primeiro a pessoa seleciona se é candidato/a ou eleitor.

selecao eleitor

Em seguida seleciona seu estado e setorial em um mapa interativo.

selecao estado

Depois segue para inserção dos dados pessoais. Tudo muito simples, fácil e interativo.

inscricao tela 2

A inscrição de candidaturas continha mais passos, já que além da defesa da candidatura as pessoas precisavam comprovar sua atuação na área por meio do envio de documentação como o currículo, por exemplo.

O desenvolvimento utilizou a metodologia ágil com ciclos iterativos de scrum. Além disso, realizamos testes de usabilidade ao longo do desenvolvimento com vistas a aprimorar o feedback aos participantes e a experiência de uso.

Interessante observar a evolução dos acessos à plataforma. Os dias com mais visitantes foram exatamente o início dos encontros presenciais e o último dia de inscrições. Na reta final também entraram anúncios pagos, o que duplicou o acesso. Ainda assim, pode-se considerar que mais da metade das inscrições é resultado da mobilização, já que antes dos anúncios a plataforma já registrava 50 mil inscrições. Para conferir os resultados por estado acesse aqui.

acessos cnpc

O código do sistema que mediou a maior eleição de um conselho nacional em plataforma digital está disponível no github.

2 comentários sobre “Desenvolvimento da plataforma das eleições do Conselho Nacional de Política Cultural

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s