January Digest


O carnaval ainda não passou, mas tenho a forte sensação de que o ano já começou.
Até praia em BH rolou! \o/ Novos tempos… será q a montanha virou mar?

Amanhã as crianças voltam as aulas. Primeiro período. Nada de maternal, fralda ou bico(!) \o/
E o fim das férias escolares também significa que preciso arrumar um trampo que segure as pontas e que ainda guarde um tantinho pra essa época do ano que vem dos impostos + matrículas… argh…

Foram dois meses bastante tumultuados. Fim de ano é sempre intenso, ainda mais para quem faz aniversário em janeiro. E como ainda não comemorei meu aniversário, tô fingindo que os 30 ainda não chegaram, mesmo com o plano de saúde aumentando… disseram q a diversão é fazer sessenta junto com outrx alguém de janeiro de oitenta.

Mas enfim, com todas as dificuldades, com a tristeza profunda de aniversariar sem o dani, as surpresas e rasteiras da vida e com a presença dxs melhores amigxs possíveis os momentos ‘janeiro digest’ foram até muito bem aproveitados. Primeiro porque rolou o tradicional ‘intensivão educação de férias’ com as crianças. E muito ócio criativo.

Delicia montar quebra cabeça, ler a primeira parte de A invenção do Cotidiano e atualizar geral sobre produção audiovisual com o top 100 de filmes do Pirate Bay e as novidades do Sundance.

No topo do meu rankink (que desconsidera a experiência 3D de Avatar) tá Inglorious Bestards por conta do épico construído pelo Tarantino na narrativa. Descobri que ele tá planejando Kill Bill 3 pra 2014, porque assisiti um filme ‘novaiorquino’ com a Uma Thurman, o Mothernhood, que é a história de um dia na vida de uma mãe de três filhxs, blogueira e que mora em Manhattan, claro.
Filme gostoso que conta com um plano de sequência delícia me fez procurar mais sobre Pylon, uma banda interessante com um som meio pós rock progressivo, sei lá;



Ainda na linha meio girlss vi a estréia da Drew Barrymore na direção com o Whip It, que ainda tem a volta da Juliette Lewis às telas (!) e a menina do Juno – Ellen Page. Confesso que tentei achar algum rip do The Runaways, que estreiou lá no Sundance, com a Joan Jett interpretada pela Kristen Stewart (a namorada do vampiro vegetariano que quase toda adolescente sonhou em ser de Twilight). Cherry Bomb!!! Boa pegada prxs jovens. A Cherri, da banda, é interpetada por Dakota Fanning, de 16 anos, que parece ter doze no Sci-Fi Push, que vale a pena.

Ainda nas estréias do Sundance fiquei bem curiosa pra ver o The Kids Are All Right, sobre um casal de mulheres cujxs filhxs decide buscar o pai biológico, um doador de esperma. Parece ser uma comédia bem perspicaz como o Motherhood.Outros filmes bacanas são o Sherlock Holmes com a interpretação fantástica do Jude Law e do Downey Jr. e o Up in the air, que ganhou o Globo de Ouro. Não recomendo o Knowing e o Whiteout.

Cinema é muito bom e com o 3D vale muito a pena ir. Além do The Runnaways o filme mais esperado do ano é mesmo o Alice no País das Maravilhas, do Tim Burton, em 3D. Inclusive de volta com aulas de inglês em em intensivão especial alice in wonderlands original 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s