Coração de 84 anos


Pois é. Em 2003, Dona Alice superou um câncer de intestino que a deixou mais de quatro meses seguidos no hospital. Pior que isso, viveu a perda do marido e de duas filhas. Criou outras seis crianças e meio velha rabugenta – com razão – nem se preocupa em disfarçar suas preferências.
Quatro bisnetxs já. e o natal só faz sentido se rezar pai nosso e ave maria com todo mundo de mão dada em uma corrente anual familiar que ela faz.
Dona Alice que já me contou tantas histórias de sua infância, de sua família e vida no interior de Minas que, confesso, ambicionei escrever romances como Casa dos Espíritos da Isabel Allende (ou algum dos outros romances latinoamericanos dela…). Mas teimosa como só ela continua escondendo seus sentimentos e principalmente os relacionados a dores ou incômodos. Ela que já teve de tudo da PVC (Porra da Velhice Chegando), já pediu ‘pro senhor’ a levar outro par de vezes.
E aos oitenta e quatro anos de idade vai ter seu primeiro problema de coração…
Mesmo assim até mais lúcida que boa parte de suas/seus filhxs e netxs.
Familia matriarcal marcada pela sobrevivência e continuidade generosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s